CNS apoia nova liderança da Coiab

O Conselho Nacional das Populações Extrativistas (CNS) parabeniza os novos líderes eleitos na 13ª Assembleia da Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), realizada entre os dias 3 a 5 de agosto, na Aldeia Manga, localizada na Terra Indígena (TI) Uaçá, município de Oiapoque, estado do Amapá (AP).

A celebração contou com a participação de várias etnias e convidados de vários estados: Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins.

No evento, a nova equipe de coordenação executiva interna da Coiab foi eleita, tendo Toya Manchineri (Acre) como coordenador geral. Junto também os representantes da organização na Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), Kleber Karipuna (Amapá) e na Coordenadoria das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica (Coica), Angela Kaxuyana (Pará).

A assembleia ainda contou com as eleições para os conselhos deliberativos, com Francisco Ferreira da Silva (Amazonas) atuando como conselheiro titular, e para a equipe fiscal, a liderança será de Ludimar Nunes Gonçalves (Amazonas).

“O CNS tem uma luta histórica e decisiva junto ao movimento indígena: defendendo territórios e garantindo direitos às populações, em especial na Amazônia. Um dos maiores marcos foi o nascimento da Aliança dos Povos das Florestas, na década de 80”, comenta Dione Torquato, secretário-geral do CNS.

“Nos últimos anos, temos visto o fortalecimento da luta, seja com a Coordenadoria das Organizações Indígenas da Bacia Amazônica (Coica), a  Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (Coiab), ou outras organizações”, complementa.

O CNS deseja a todos uma excelente atuação e se coloca à disposição para diálogos que colaborem na luta em prol de uma Amazônia mais justa e próspera para os povos da floresta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 4 =